Negroni: uma viagem sem escalas da Itália para a mesa da sua casa

Aprenda a preparar esse clássico italiano. O Negroni, além de ser encorpado, apresenta notas doces e cítricas, criando um blend inigualável.

0 134

O Negroni é um clássico dos melhores bares ao redor do mundo. A bebida é querida por muitos amantes da mixologia pelo seu sabor amargo e docinho. Além disso, muitos bares a servem com laranja, para adicionar notas cítricas ao drink.

Role para baixo para aprender a fazer o seu Negroni em casa, e descubra quais acompanhamentos combinam com o drink. Além disso, aprenda sobre a origem da bebida.

 

Como preparar o Negroni?

Em primeiro lugar, vamos começar pela melhor parte, que é como criar um Negroni do conforto da sua casa. Confira:

Negroni acompanhamentos
Imagem: Reprodução / Pinterest

Ingredientes:

  • 1 dose de Campari;
  • 1 dose de Gin;
  • Gelo;
  • 1 dose de vermute doce;
  • 1 rodela de laranja.

Modo de preparo:

  1. Primeiramente, coloque o gelo num copo;
  2. Então, acrescente as doses de Campari, Gin e vermute doce;
  3. Em seguida, misture bem com uma colher;
  4. Por fim, decore o copo com a rodela de laranja.

 

Simultaneamente a essa bebida amarga, doce e cítrica, vale misturar mais ainda os sabores, e servir, ao lado do Negroni, alguns petiscos, como queijos, antepastos e frios.

Ademais, outra opção é seguir a cultura italiana à risca, e fazer algumas pizzas de massa grossa para acompanhar o drink.

 

Qual o melhor gelo para Negroni?

O ideal para o drink Negroni são os cubos de gelo maiores, que demoram mais tempo para diluir e por isso, vão se misturando aos poucos com a bebida.

Como o Negroni é um drink encorpado, o gelo raspado ou picado, por exemplo, não são tão interessantes, pois eles deixarão o seu preparo aguado.

Um bom uso para esses tipos de gelo, por outro lado, são para a caipirinha. Nesse caso, essas opções ajudam a resfriar a bebida, que é mais gostosa bem geladinha.

Preparo de negroni
Imagem: Reprodução / Pinterest

 

Qual vermute para Negroni?

O vermute é uma bebida de origem italiana, do século XVIII, em que 70 a 80% da sua composição é vinho. Ademais, ele poder ser incrementado com especiarias como a canela, o cravo da índia, o cardamomo e a noz-moscada.

Para fazer um Negroni perfeito, o ideal é o vermute clásico. Ou seja, o tinto. O crítico de restaurantes Armando Coelho Borges recomenda o vermouth Riccardonna Rosso, de Torino.

 

O que substitui o vermute?

O vermute é essencial para o preparo do Negroni. Existem algumas releituras da bebida que não utilizam o vermute tinto, porém elas acabam usando o seco, ou o branco por exemplo.

Se você não curte muito vermute, uma receita que talvez te agrade é a de Gin Tônica, que é mais leve, e pode ser misturada com diversas frutas.

 

Origem do Negroni

Gelo para negroni
Imagem: Reprodução / Unsplash

“O bitter (Campari) é excelente para o fígado, o gim é ruim para a saúde. Um compensa o outro” – Orson Welles (ator, diretor e escritor norte-americano)

O preparo, inicialmente chamado de drink do conde, nasceu de um pedido especial. Conta a história que em 1919, em Florença, Itália, o conde Camillo Negroni fez um singelo pedido ao barman.

Negroni virou para o atendente e perguntou se ele podia deixar o drink americano dele mais forte, substituindo a água tônica pelo Gin. O barman, por sua vez, respeitou o pedido do italiano, e o resulto foi um sucesso.

A fama da mistura logo percorreu a Itália, até chegar a boca do mundo inteiro. O sucesso é tamanho, que, segundo a publicação Drinks International, o Negroni é o segundo coquetel mais consumido do mundo.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa nova política de privacidade. Tudo bem Mais detalhes